Dia 1

É o dia de trabalhar a fotografia como elemento do filme.

Assistimos alguns exemplos de uso da fotografia em curtas principalmente da artista chilena Isabel Herrera e também do coletivo Garapa.

Gravamos em primeiro lugar suas impressões sobre o que era um Museu e em seguida sobre o que seria um Museu de Arte.

Saímos a campo para fotografar o Museu em dois grupos: um fotografando o interior do museu e o outro o lado de fora e arredores.

No mesmo dia, trabalhamos a edição das imagens observando foto por foto e selecionando o que poderia entrar em nosso filme.

 

IMG_1356

IMG_2201

Imagens feitas pelos alunos no primeiro dia de oficina.

Imagens feitas pelos alunos no primeiro dia de oficina.

Dia 2

É o dia de trabalhar os desenhos e as entrevistas.

Desenhamos todos a nossa concepção de Museu de arte, os desenhos depois foram descoloridos e usados como animação no filme. Também usamos a escrita e as letras como formas gráficas para o filme.

Desenvolvemos conjuntamente as perguntas que iríamos fazer aos nossos entrevistados, sobre o Museu, sobre a relação com o Museu, etc.

Saímos a campo em busca de entrevistas das mais diversas: desde funcionários do MAM, do restaurante, da lojinha, até visitantes que estariam ali apenas por uma tarde.

 

JOAOx

Desenho de João Pedro sobre o MAM

Screen Shot 2015-07-21 at 10.30.51 PM

Frame da entrevista com Sonia Regina

Alunos João Pedro e Diego

Alunos João Pedro e Diego

Dia 3

É o dia de trabalhar com as colagens.

Primeiro trabalhamos com o recorte de vários elementos em revistas, depois o pedido foi para que criassem um personagem que fosse misto de auto retrato com um personagem que se encaixasse na história.

A história que surgiu foi a do Capitão MAM que descobre um furto de dinheiro no museu e consegue salvar a dinheirama das mãos dos maquiavélicos Krato Donatelli e Jarvas Jeremias.

Aqui já tivemos uma primeira montagem do filme assistida por todos e discutida sobre onde o filme pode melhorar, se está contando a história que queremos, etc.

CAPITAO MAM

Colagens misturando auto-retrato com personagens imaginários.

JARVAS JEREMIAS

Colagens misturando auto-retrato com personagens imaginários.

Aluna Paula fotografando o exterior do MAM

Aluna Paula fotografando o exterior do MAM

Dia 4

É o dia de trabalhar a montagem do filme.

Já temos um Segundo corte do filme que é assistido por todos e mais uma vez discutido.

Perceberam que faltavam imagens da entrada do Museu, mais entrevistas com visitantes e mais imagens do parque Ibirapuera, onde o Museu está localizado.

Saímos então para captar esse material, as fotos do parque foram usadas como um stop motion no filme, a imagem da entrada do MAM como uma timelapse.

 

 

Dia 5

Com o filme praticamente pronto foi o dia de gravar uma conversa com os alunos sobre a participação e a motivação no curso, o que mais gostou de fazer, onde se enxerga dentro da produção de um filme, etc.

A apresentação do filme foi feita para todo o Educativo do MAM e também para alguns pais e avós presentes. O curta foi muito bem recebido por todos que participaram direta ou indiretamente na produção.